Flauta Vertical – Shiva – Estilo NAF – Escala Exótica 6 furos F#

    0 avaliações
    0 out of 5

    R$ 250.00

    Calcular Frete




    A Flauta Vertical Shiva, é inspirada na anatomia da flauta nativa americana (NAF), com o diferencial da escala de digitação das notas. Para facilitar improvisos na criação de melodias exóticas (orientais), adaptamos a escala pentatônica menor da flauta nativa para a escala maior dupla harmônica, conhecida por vários nomes: Hitzazkiar (nome turco), Bizantina, Cigana maior,  e na Índia é chamada de escala Bhairav no Norte e Melakarta no Sul (música Carnática).

    A vantagem da Flauta Vertical Shiva, está na facilidade de sopro pois não exige embocadura especial, basta soprar e treinar a digitação para criar belos improvisos!

    A escala de harmônicos duplos apresenta simetria radial ou simetria em torno de sua raiz ou nota central. Esta escala (e seus modos como a escala menor húngara ) é a única escala de sete notas (em temperamento igual a 12 tons) que é perfeitamente equilibrada ; isto significa que quando seus arremessos são representados como pontos em um círculo (cuja circunferência completa representa uma oitava), sua posição média (ou “centro de massa”) é o centro do círculo.

    Nossas flautas são criadas de forma artesanal com amor e dedicação. As fotos que vocês estão vendo no site servem de referência para você encomendar sua nova flauta. Faremos o possível para que sua encomenda fique o mais fiel possível à foto, porém cada bambu tem um toque especial, as cores dos fios, contas, penas, pintura personalizada podem ter pequenas variações. Trabalhamos com o Bambu que é um material vivo, orgânico, portanto a afinação é sensível a temperatura e umidade. Fazemos a afinação em duas etapas para ter certeza que fique o melhor possível e testamos as oitavas. A primeira afinação é a quente e depois o ajuste fino a frio. Antes de enviar a flauta nós gravamos um vídeo para aprovação. O prazo de produção é de 15 a 30 dias a partir da confirmação do pagamento.

    • Não deixar exposta ao sol, guardar sempre em local seco longe da umidade e calor.
    • Não deixar cair no chão ou bater as pontas.
    • A cada 3 meses passar óleo vegetal no interior da flauta (amêndoa, linhaça, gergelim, azeite, tungue…). Se o local for muito úmido ou muito seco, passe óleo uma vez ao mês.
    • Não passar produto de limpeza, alvejantes ou óleos na parte externa, apenas pano seco ou levemente umedecido com água.
    • Após uso, secar o interior da flauta.

    A afinação pode variar em função da umidade e temperatura. Seque bem a boca ao soprar, procure não salivar. Procure fazer a digitação da escala devagar no início do grave para o agudo e do agudo para o grave até sentir segurança para fazer cada vez mais rápido, sinta sua respiração e ritmo interno, sopre uma nota de cada vez e busque o melhor intervalo na passagem das notas. O movimento de digitação da escala é linear, ao fazer a escala do grave para o agudo, (com todos os furos fechados) levanta-se um dedo de cada vez e mantém para não cobrir o furo.

    Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
    WhatsApp